Um jogo de Dragon Ball Z sendo Dragon Ball Z vem aí

Sempre fui fã de Dragon Ball. Principalmente da longa e, por tantos episódios repetitiva, série “Z”. Contudo, os games nunca ganharam meu respeito como o anime. Não me perguntem o por que, mas desanimei de jogar ainda quando saiam aqueles Super Butoden do SNES. Tive uma pequena animação quando saiu o RPG The Legacy of Goku para Gameboy Advance, mas a locadora não tinha e eu logo desfiz do console (não lembro como também).

Do mesmo modo que fiquei curioso quando saiu a série GT e a assisti, quis jogar os da série Budokai para PlayStation 2, mas foi um perído negro, no qual fiquei sem jogos e sem console por um bom tempo. Até hoje os Budokai são considerados os melhores jogos do DBZ já feitos. O último, o Batalha dos Deuses, lançado quase que ao mesmo tempo que o filme de mesmo nome, não agradou os jogadores. Eu, particularmente, nem cheguei a jogar (e nem me deu vontade de), mas vi reviews e a opinião da galera na época do lançamento.

Porém, hoje, apareceu algo que acendeu a minha empolgação com jogos da série Dragon Ball Z: Um game baseado em MUGEN (clique aqui e saiba o que é, caso não saiba), mas com todos os detalhes de ataque e sequencia de golpes do anime. É sério. Olha o trailer que a galera que está desenvolvendo fez:

O gameplay começa aos 45 segundos.

Eu, realmente, estou muito empolgado com esse jogo. Claro, devemos sempre lembrar que não é um jogo oficial e, por isso, pode ser que demore um pouco a ficar pronto 100%. O “desenvolvimento” deste game é encabeçado por “Balthazar”, um já conhecido membro da comunidade MUGEN.

É aguardar o término da construção do jogo e, se você se empolgou tanto quanto eu, pode baixar o sample clicando aqui e os cenários e personagens, separadamente, clicando aqui.

Eu já estou aqui jogando o sample e aguardando o resultado final disso ansiosamente (e também aguardo uma boa alma do Brasil para colocar as vozes da dublagem daqui).


Quem é Rogério Lima

veja todos os seus posts

Gamer desde os 11 anos, quando ganhou seu SNES e fanático por informação desde a N.º 1 da Super Game Power. Aos 33, é colecionador de jogos e consoles, os quais guarda com carinho.