Street Fighter V será mais um “mais do mesmo” da Capcom?

Toda a vez que a CAPCOM anuncia um novo Street Fighter a história é a mesma: Fãs esperam que não mude os personagens mas, ao mesmo tempo, esperam coisas novas convincentes. Diferentemente do que aconteceu quando a Capcom tentou inovar lançando Street Fighter III e a “poligonal” série EX, que decepcionaram (e muito) os fãs da série, fazendo a empresa amargar prejuízos atrás de prejuízos.

Mas parece que a história será diferente com Street Fighter V. Parece.

Mesmo eu achando que será um “mais do mesmo”, afinal (analisando friamente os vídeos exibidos até então, que você pode conferi-los neste post), o V parece um IV melhorado porém, grandes novidades estão sendo prometidas. Algumas, como uma notória melhoria dos gráficos ficando mais CG e menos “desenhado”, já são notórias. Outras como a invasão e interação de cenário (coisas que já vimos em Injustice, por exemplo), animação em 60fps e iluminação condizente com os novos movimentos e golpes também já estão presentes no teaser da versão demo apresentada na PlayStation Experience (veja abaixo):

Durante o evento Capcom Cup 2014 também foi exibido um gameplay do jogo, desta vez, mais completo. Obviamente, com Ryu e Chun-Li, como no teaser mas, desta vez, mostrando a adição de uma barra chamada “Revenge”, logo abaixo da barra de energia, o que provavelmente servirá para aumentar o poder ou executar golpes mais intensos, como os Ultra Combos, incluídos em Ultra Street Fighter IV. Veja também que, quando Chun-Li perde o round, um detalhe do cenário passa a fazer parte dela. Confira:

Em um último vídeo divulgado, do mesmo modo como a Microsoft está fazendo com cada personagem adicionado em Killer Instinct, foi mostrado um novo personagem que, ao que indica, trata-se de Nash, vindo da série Alpha.

Aos fãs (e para mim) resta esperar as próximas novidades desta nova empreitada da Capcom com Street Fighter. Espero que ela não faça feio e que possa realmente bater de frente com KI, até por que SF V será um exclusivo do PS4 (mas também sairá para PC, pode ficar tranquilo).

Fica a pergunta final: Quanto será que a Sony pagou para “exclusivar” uma franquia tão dissipada como Street Fighter?


Quem é Rogério Lima

veja todos os seus posts

Gamer desde os 11 anos, quando ganhou seu SNES e fanático por informação desde a N.º 1 da Super Game Power. Aos 33, é colecionador de jogos e consoles, os quais guarda com carinho.